Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

“Não podemos pôr os professores uns contra os outros”

O diretor da Escola Camilo Castelo Branco, em Carnaxide, diz que, das 20 reuniões que deviam ter sido realizadas, só se realizaram 11. António Seixas admite ainda assim que compreende o protesto dos professores. Os docentes retomaram hoje a greve às avaliações, mas estão decretados serviços mínimos por um colégio arbitral para garantir que os alunos tenham acesso às notas antes dos exames nacionais