Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Agressões no Colégio Militar: Exército remete para o MP

Caso remonta a 24 de abril, quando um aluno revelou que fora agredido por colegas do 10º ano

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

A 24 de abril de 2018, um aluno do 10.º ano do Colégio Militar revelou ao seu Comandante de Companhia que fora alvo de agressão por parte de outros alunos, também do 10.º ano.

A queixa foi enviada para o ministério Público, anuncia o Exército em comunicado.

"Considerando a existência de indícios de infração ao Estatuto do Aluno e Ética Escolar (Lei n.º 51/2012, de 5 de setembro), o Diretor do Colégio Militar instaurou, de imediato, um processo de averiguações, que tem sido acompanhado pelos pais e encarregados de educação dos menores envolvidos", anuncia o Exército.

"Por os factos serem suscetíveis de constituir ilícito criminal, o processo de averiguações irá ser remetido ao Ministério Público, nos termos do disposto no n.º 2 do artigo 38.º do referido estatuto", acrescenta o comunicado.