Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Funcionário da Ryanair morre atropelado no aeroporto de Lisboa

Empresa não confirma, de momento, a abertura de um inquérito ao acidente

Um funcionário de 47 anos da Ryanair morreu hoje no aeroporto de Lisboa, vítima de atropelamento por um autocarro, disse à agência Lusa fonte da empresa.

De acordo com a nota envidada pela Ryanair à Lusa, o homem, "um agente da pista da 'Groundlink'", a agência de operações em terra da empresa, sofreu um acidente "durante uma manobra de estacionamento de um autocarro vazio, numa zona do aeroporto Humberto Delgado "designada para o efeito".

Questionada pela Lusa, a Ryanair não confirmou, de momento, a abertura de um inquérito ao acidente.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) disse que o atropelamento do funcionário da empresa de aviação "aconteceu por volta das 13h05" e que o óbito foi declarado no local.

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) disse à Lusa que estiveram no local "uma viatura do Hospital São José, uma ambulância e uma unidade móvel de intervenção psicológica".