Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Dispositivo criado por investigadores consegue ouvir a nossa voz interna

É possível ir às compras e calcular o valor total das compras apenas através do pensamento. AlterEgo é um dispositivo que consegue ouvir a voz interna do seu utilizador. A comunicação passará a ser feita em silêncio

d.r.

O poder da mente tem cada vez mais força. Investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) criaram um dispositivo que consegue ler e falar com a voz interna das pessoas.

AlterEgo é o sistema que consegue ouvir a voz interna do utilizar e comunicar com o mesmo. É composto por quatro eléctrodos escondidos por um plástico branco e é fixado em contacto com a pele. Assim consegue captar os sinais neuromusculares transmitidos quando a pessoa pensa. Ou seja, quando o utilizador fala para consigo mesmo o aparelho de inteligência artificial reconhece e associa sinais formando palavras, que transmite para o computador interno.

d.r.

O computador consegue responder ao utilizador também através de sinais neuromusculares, no entanto o uso de auriculares não é necessário. Deste modo quem usufruir do AlterEgo mantém a perceção real do mundo que o rodeia. A ideia foi criar um comunicador exclusivo entre o utilizador e o objeto, as palavras são proferidas internamente.

AlterEgo tem uma percentagem de funcionamento de 92%. O teste foi feito a 10 pessoas e demora cerca de 15 minutos a moldar-se a cada utilizador.

O sistema reconhece números, joga xadrez, entre outras funções já desenvolvidas. Os criadores estão a trabalhar para que AlterEgo tenha um vocabulário extenso e permita uma conversa fluente com o utilizador.

Um dos objetivos para o AlterEgo é conseguir comunicar com outras plataformas de inteligência artifical como Siri, da Apple, ou Alexa, da Amazon. O sonho de ficção ciêntifica está perto de se tornar realidade e assim poderá viver num mundo silencioso rodeado de tecnologia.

O único problema apresentado pelo MIT é a aplicação do sistema. O aparelho é colocado atrás da orelha e desenha o controno do maxilar até ao queixo, não sendo prático no dia-a-dia.