Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Trabalhadores dos bares dos comboios suspendem greve marcada para segunda-feira

“Face à previsível adesão à greve [de segunda-feira] dos trabalhadores ferroviários, decidimos não realizar a greve e pedir uma reunião à empresa para prosseguir negociações”, diz Francisco Figueiredo, da Federação dos Sindicatos da Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal

Os trabalhadores dos bares dos comboios Alfa Pendular e Intercidades suspenderam a greve marcada para segunda-feira, devido à paralisação nos comboios marcada para o mesmo dia.

"Foi decidido que, face à previsível adesão à greve dos trabalhadores ferroviários, decidimos não realizar a greve e pedir uma reunião à empresa para prosseguir negociações", disse à Lusa Francisco Figueiredo, da Federação dos Sindicatos da Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal (FESAHT).

Os trabalhadores dos bares dos comboios já estiveram em greve no dia 29, uma paralisação que, segundo o responsável, teve uma adesão de 100%, já que dos 145 trabalhadores apenas trabalharam três trabalhadores temporários.

Francisco Figueiredo admitiu que, no futuro, possa ser marcada uma nova greve, caso a empresa "não altere de forma substantiva" a proposta que fez aos trabalhadores, de um aumento salarial "muito baixo".

Os trabalhadores reivindicam aumentos salariais e contestam as propostas de reduções dos pagamentos de trabalho em dia de descanso semanal de 100% para 50% e do trabalho em dia feriado de 100% para 50%.

Para segunda-feira está marcada uma greve dos trabalhadores ferroviários, tendo a CP -- Comboios de Portugal já admitido "fortes perturbações" na circulação ferroviária.