Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Sobe para 49 o número de vítimas dos incêndios de outubro

Foto Nuno André Ferreira / Lusa

Internada desde 16 de outubro na Unidade de Queimados do Hospital Universitário de Coimbra, uma mulher de Mortágua, gravemente ferida, não resistiu aos ferimentos. Sobe assim para 115 o número de vítimas dos fogos florestais em 2017

Mais de cinco meses depois dos trágicos incêncios de de 15 de outubro, que deflagraram na zona centro e norte do país, sobe a contagem das vítimas. Uma mulher, que era natural de Mortágua (Viseu), não resistiu aos ferimentos. Sobe, assim, para 49 o número de mortos provocados pelos incêndios de 15 de outubro, aquele que foi considerado "o pior dia" de 2017 em termos de fogos florestais.

A vítima estava internada na Unidade de Queimados do Hospital Universitário de Coimbra desde o dia seguinte à tragédia. Fonte hospitalar, avança que a mulher teria mais de 70 anos.

Esta terça-feira, no âmbito do balanço do processo de atribuição de indemnizações às vítimas mortais dos incêndios de 2017, a provedora de Justiça, Maria Lúcia Amaral, contabilizava 114 mortos nas tragédias de 17 de junho e 15 de outubro (e cujas famílias terão a receber um total de 31 milhões de euros em compensações). Com esta notícia, o número fatídico sobe para 115.