Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

O diagnóstico positivo de uma doença que ainda custa muito

Paulo Ferreira (moderador), César Silva, Marta Temido, Pedro Ponce e Jörgen Larsson no painel sobre valor acrescentado no tratamento da doença renal organizado pela ANADIAL com o apoio do Expresso

Ricardo Nascimento

O impacto da doença renal no sistema de saúde português e a evolução do modelo de integração dos doentes esteve em discussão, no painel do projeto que junta Expresso e ANADIAL para desmistificar e dar a conhecer esta patologia

A doença renal é bem tratada e cuidada em Portugal mas pode-se fazer mais e melhor. Sobretudo na criação de valor acrescentado para o doente e mecanismos de saúde. Pelo menos, a acreditar nas opiniões manifestadas na mesa redonda dedicada à patologia e à discussão de um modelo baseado na criação de valor acrescentado.

O Centro de Congressos de Vilamoura foi o palco do painel (inserido no Encontro Renal 2018) que pontuou o projeto que, nas últimas duas semanas, juntou Expresso e ANADIAL para tecer uma análise do panorama da doença em Portugal e da forma como é vista pelos diferentes atores da área.

"Portugal pode-se orgulhar dos seus níveis de tratamento renal", afiançou o diretor geral da Diaverum Portugal, César Silva. Um diagnóstico positivo que o presidente da ANADIAL, Jaime Tavares, corrobora ao garantir que nos encontramos no "lugar cimeiro em termos mundiais em qualquer análise."

Claro que nem tudo são rosas, e há aspectos por corrigir que podem fazer toda a diferença. Se Portugal foi pioneiro na introdução do preço compreensivo - parceria entre estado e privados que engloba a maior parte dos serviços de tratamento que a doença pede - Marta Temido, ex-presidente da Administração Central do Sistema de Saúde, acredita que ainda é "uma aproximação tímida" ao modelo mais compreensivo em discussão.

Aplicação no terreno já com reflexo na Suécia, por exemplo, segundo o caso apresentado por Jörgen Larsson do Karolinska Institutet. "Com uma maior ligação entre universidades e hospitais", pode-se caminha no sentido de juntar mais os objetivos de prevenção e tratamento das situações existentes. Para Pedro Ponce, médico especialista em nefrologia, "todos temos que ter consciência" que ainda há "um grande caminho a percorrer."

Como lembrou o presidente da Administração Regional de Saúde do Algarve, Paulo Morgado, agora importa que "falemos a mesma linguagem."

  • Uma "doença muda" à espera de ser ouvida

    Na data em que se celebra o Dia Mundial do Rim, conheça o projeto que analisa o impacto da doença renal em Portugal que junta Expresso e ANADIAL nas próximas duas semanas a caminho de um debate final a 22 de março em Vilamoura

  • Os motivos que o devem levar a preocupar-se com a doença renal são o ponto de partida do projeto que junta Expresso e ANADIAL para desmistificar e dar a conhecer esta doença e as suas particularidades

  • Tem problemas no sistema renal. Como tratar?

    Os diferentes métodos de tratamento da doença renal e as vantagens (e desvantagens) de cada um em análise no projeto que junta Expresso e ANADIAL para desmistificar e dar a conhecer esta patologia

  • O que implica um transplante renal?

    É a opção que, na maioria dos casos, garante maior longevidade e qualidade de vida mas também comporta riscos que devem sempre ser tidos em conta. Perceba quais, com o projeto que junta Expresso e ANADIAL para desmistificar e dar a conhecer a doença renal crónica

  • O que dizem os números da doença escondida à vista de todos

    Qual é a incidência da doença renal crónica em todo o mundo? Quantos centros de tratamento estão no sector público? São apenas dois dos números que hoje lhe trazemos para desmistificar e dar a conhecer a doença renal crónica com o projeto que junta Expresso e ANADIAL

  • Os dez cuidados a ter para evitar a doença renal

    Entre a alimentação saudável, o deixar de fumar e nunca deixar os rastreios de lado, saiba o que pode fazer para evitar esta doença com o projeto que junta Expresso e ANADIAL para desmistificar e dar a conhecer esta patologia

  • Um encontro para discutir os rins de todos nós

    Na véspera do simpósio de amanhã em Vilamoura, onde os assuntos e tópicos mais prementes da doença renal vão estar em discussão, juntamos os artigos de antecipação que fizemos ao longo das últimas duas semanas através do projeto que junta Expresso e ANADIAL para desmistificar e dar a conhecer esta patologia