Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Tem problemas no sistema renal. Como tratar?

Esquema do funcionamento da hemodiálise

Os diferentes métodos de tratamento da doença renal e as vantagens (e desvantagens) de cada um em análise no projeto que junta Expresso e ANADIAL para desmistificar e dar a conhecer esta patologia

Como garante Aníbal Ferreira, presidente da sociedade portuguesa de nefrologia, estamos perante uma "doença com poucos sintomas" e aí reside "um dos seus grandes problemas." Apesar "da maior informação dos portugueses", com bons reflexos a nível europeu, a ausência de diagnóstico precoce resulta, invariavelmente, na progressão da doença.

Nessas fases, restam opções de substituição renal para retirar os elementos tóxicos do organismo que o rim não consegue tirar. Estes são os três principais:

Diálise peritoneal

A diálise peritoneal é uma técnica de diálise que utiliza a membrana peritoneal como um filtro para limpar o sangue
e remover a água corporal em excesso. É realizada em casa.
O tratamento é realizado de forma continua, todos os dias,
poderá ser realizado durante a noite, entre 8 a 10 horas, ou
em procedimentos breves realizados durante o dia.

Vantagens

• Pode ser efetuada em casa.
• A vida está apenas condicionada aos
momentos das mudanças das bolsas de líquido.

Desvantagens

• São necessárias várias sessões de treino para
aprender a lidar com o equipamento.
• No caso de diálise peritoneal automatizada, limita
a vida noturna

Hemodiálise

A hemodiálise é a forma mais frequente de tratamento. O sangue é purificado através de um filtro especial, o dialisador e de uma máquina de hemodiálise. É realizada no hospital ou em
clínicas de diálise perto da residência dos doentes. Durante o
tratamento, o sangue é retirado de um vaso sanguíneo e passa
através de um filtro sintético – dialisador, o chamado “rim artificial”, antes de ser devolvido ao organismo.
Habitualmente são necessárias três sessões de hemodiálise
por semana, tendo em média a duração de 4 horas cada sessão.

Vantagens

• Não é necessário equipamento em casa.
• Não é necessário treino

Desvantagens

• Vida condicionada aos horários dos tratamentos.
• Três tratamentos por semana com a duração média de
4 horas cada.
• É necessário assegurar vaga num centro de tratamento
no caso de se deslocar para fora da área de residência

A caminho do congresso em Vilamoura (22 de março) onde todas estas questões vão estar em análise, conheça o retrato da doença em Portugal ao longo das próximas duas semanas no nosso site e nas plataformas sociais do grupo Impresa.

  • Uma "doença muda" à espera de ser ouvida

    Na data em que se celebra o Dia Mundial do Rim, conheça o projeto que analisa o impacto da doença renal em Portugal que junta Expresso e ANADIAL nas próximas duas semanas a caminho de um debate final a 22 de março em Vilamoura

  • Os motivos que o devem levar a preocupar-se com a doença renal são o ponto de partida do projeto que junta Expresso e ANADIAL para desmistificar e dar a conhecer esta doença e as suas particularidades