Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Homem arrastado por onda está desaparecido na Madeira

Devido ao mau tempo e à agitação marítima as buscas tiveram de ser interrompidas durante a noite e foram retomadas às 7h desta quinta-feira, de acordo com o comandante da Zona Marítima da Madeira. A operação envolve cerca de 80 operacionais e será accionado um helicóptero

Um homem está desaparecido nos mares da Madeira depois de ter sido arrastado na noite de quarta-feira por uma onda na Praia Formosa, no Funchal, disse à Lusa o comandante da Zona Marítima da Madeira.

Paulo Silva Ribeiro adiantou que o alerta foi dado por outro casal que acompanhavam o homem e foram logo acionados os meios da Marinha e da Polícia Marítima.

"Ainda não sei a identidade do desaparecido e foi uma onda que o apanhou", informou o responsável da autoridade marítima regional.

Contudo, apontou que "a noite está muito escura e o mar alteroso", o que torna impossível proceder às buscas.

Silva Ribeiro acrescentou que, embora tenha acionado uma lancha e o navio patrulha que veio para reforçar o dispositivo naval da região, "porque tem melhores condições para operar", acabou por decidir "cancelar a saída, porque a embarcação não tem condições para estar junto à costa".

Buscas foram retomadas às 7h

As buscas para encontrar o homem que foi arrastado por uma onda na praia da Formosa, no Funchal, foram retomadas por terra às 7h desta quinta-feira, disse à Lusa o comandante da Zona Marítima da Madeira, Paulo Silva Ribeiro.

"As buscas por terra começaram às 7h e às 8h por mar", adiantou, acrescentando que vão estar envolvidos cerca de 80 operacionais.

De acordo com o comandante Paulo Silva Ribeiro, as buscas em terra estão a ser feitas pela Polícia Marítima e pelos Bombeiros do Funchal.

"Está também empenhado um navio e vamos acionar um helicóptero. Teremos envolvidos nas buscas 70 a 80 operacionais", disse.

Devido ao mau tempo que assola a Madeira, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob aviso a Madeira sob aviso laranja por causa da agitação marítima forte, prevendo-se ondas de oeste e sudoeste com 5 a 7 metros, podendo chegar aos 14 metros de altura.

A Madeira está também sob aviso amarelo devido até sexta-feira devido à chuva, que pode ser por vezes forte e acompanhada de trovoada, e vento forte com rajadas da ordem dos 80 quilómetros por hora.

Na quarta-feira, o mau tempo provocou vários estragos em diversas estruturas nos diversos concelhos na zona sul, casos de Câmara de Lobos, no qual a forte ondulação provocou prejuízos avaliados pelo vice-presidente do Governo Regional da Madeira, Pedro Calado, que visitou a localidade, em 100 mil euros, no cais desta cidade, contígua a oeste do Funchal.

Cerca de 200 mil euros é quanto o executivo madeirense vai ter de gastar nos estragos no pontão na zona do Portinho, disse o governante depois de visitar as freguesias do Jardim e do Paul do Mar, no concelho da Calheta, uma obra que deverá começar nos próximos dois meses.

As viagens de ligação marítima entre as ilhas da Madeira e Porto Santo programadas para quinta-feira foram canceladas pela concessionária, a Porto Santo Line.

As condições adversas na costa sul da Madeira já provocaram vários estragos em estruturas na orla marítima da ilha ao longo de diversos concelhos.