Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Bragança vai ter novos quartéis da GNR

Governo investe quase três milhões de euros para novas instalações da Guarda Nacional Republicana

A secretária de Estado adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, anunciou um investimento próximo de três milhões de euros para obras em vários quartéis da GNR do distrito de Bragança.

"O ministério assume a responsabilidade financeira da obra e as câmaras são dono de obra, executam-na e fazem a fiscalização. Isso permite pôr mais depressa a obra no terreno", explicou, em Bragança, à margem do Dia da Unidade do Comando Distrital da GNR.

Os contemplados com este investimento são os postos de Vimioso, Argoselo (também no concelho de Vimioso), Alfândega da Fé, Rebordelo (no concelho de Vinhais) e Carrazeda de Ansiães.

Além dos novos investimentos, a governante referiu-se também a outras intervenções realizadas neste distrito, como no quartel de Torre D. Chama (Mirandela), que está concluído, ou o de Freixo de Espada à Cinta, que já está ocupado e com inauguração formal marcada para breve.

Isabel Oneto indicou também que o projeto de execução das obras previstas em Macedo de Cavaleiros "está em fase de conclusão" e avançará para a empreitada logo a seguir.

A secretária de Estado referiu a aposta do Governo "no sentido de dotar as infraestruturas com equipamentos adequados às necessidades em termos operacionais e de conforto para os guardas, procurar reforçar as viaturas e equipamentos de proteção individual para as funções especializadas".

Isabel Oneto apontou que a deslocação a Bragança para as comemorações do comando, que faz 105 anos, é "o reconhecimento do trabalho que é feito pela GNR".
"Não fosse o policiamento de proximidade, em particular do programa Idoso + 65 e do Idoso em Segurança, a Escola Segura, o trabalho destes militares junto das populações, que muitas vezes são o único contacto que o cidadão tem com o Estado, havia muitos cidadãos num total isolamento", sublinhou.