Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Sobe para 11 número de mortos no incêndio de Tondela

Nuno André Ferreira/Lusa

O homem, de 57 anos, estava internado no Hospital de Santa Maria, e não resistiu aos ferimentos na sequência do incêndio do passado dia 13, em Tondela

Um homem morreu esta segunda-feira no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, na sequência do incêndio do dia 13, em Tondela, elevando para 11 o número de vítimas mortais, disse à Lusa fonte da unidade hospitalar.

O homem, de 57 anos, que estava internado no Hospital de Santa Maria, na sequência do incêndio em Vila Nova da Rainha, faleceu esta segunda-feira, às 3h, acrescentou a mesma fonte.

No hospital de Santa Maria (Centro Hospitalar Lisboa Norte) permanece internado um outro, de 70, vítima do incêndio que se mantém "estável", adiantou.

Em Lisboa, encontram-se ainda internados no Hospital Dona Estefânia (Centro Hospitalar de Lisboa Central) uma jovem de 15 anos, na Unidade de Queimados, com um quadro clínico "estável" e com a sua condição de saúde a "evoluir muito favoravelmente", segundo fonte da unidade hospitalar.

Para o Hospital de São Francisco Xavier (Centro Hospitalar Lisboa Ocidental) foram transportados outros dois homens, de 70 e 51 anos, "que estão estáveis e continuam internados na Unidade de Cuidados Intensivos, onde têm vindo a recuperar", segundo fonte oficial desta unidade hospitalar.

O incêndio do dia 13 de janeiro, que deflagrou numa associação recreativa de Vila Nova da Rainha, concelho de Tondela, provocou nesse dia oito mortos e 38 feridos, entre graves e ligeiros, de acordo com fonte do Ministério da Saúde.

Um ferido grande que estava internado no Hospital de São João, no Porto, acabou por morrer a 17 de janeiro, elevando para nove o número de vítimas mortais do sinistro, e no sábado o número de mortos subiu para dez depois da morte de um dos feridos que estava internado no Hospital da Prelada, no Porto.