Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Escola na Nazaré encerrada após tiroteio à porta

Morreu o homem que esta manhã foi agredido na escola Amadeu Gaudêncio, na Nazaré. Foi ferido a tiro e com uma arma branca e acabou por falecer no hospital de Leiria. A escola vai permanecer encerrada até amanhã. Aparentemente, tratou-se de um desentendimento entre dois familiares, pai e avô de um aluno

"A situação está devidamente resolvida com a colaboração das autoridades, não tendo havido alunos, professores e funcionários envolvidos nos acontecimentos lamentáveis", esclareceu em comunicado a direção do Agrupamento de Escolas da Nazaré, na sequência das agressões registadas hoje de manhã.

A escola foi hoje encerrada devido a uma rixa envolvendo familiares de um aluno e que resultaram na morte de homem de 67 anos, transportado ao Hospital de Santo André, em Leiria, com "lesões provocadas por arma de fogo e por arma branca", confirmou a instituição à agência Lusa.

A vítima foi transportada ao hospital de Leiria e "admitido na emergência em manobras de Suporte Avançado de Vida, efetuadas pela equipa da VMER", divulgou o hospital, onde foram tentadas "sem sucesso" manobras de reanimação.

O agressor, de 40 anos, "foi controlado e detido por elementos da Escola Segura, encontrando-se à guarda da PSP", segundo fonte da polícia.

Os alunos foram retirados da escola, que se mantém encerrada, disse à Lusa o vereador da Educação na Câmara da Nazaré, Manuel Sequeira.

Em comunicado, a direção do agrupamento esclareceu, entretanto, que "o serviço na escola sede mantém-se em funcionamento, retomando a normalidade a partir de amanhã [terça-feira] ". A direção apela ainda "à compreensão da comunidade e à manutenção da tranquilidade necessária" pode ler-se no comunicado.

Com Lusa