Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Espanha acusa Shakira de fuga ao fisco

Segundo o jornal espanhol La Vanguardia, estão em causa "várias dezenas de milhões de euros". Cantora colombiana arrisca uma pena que pode ir até dois anos de prisão

O fisco espanhol pediu ao Ministério Público para acusar a cantora colombiana Shakira de fraude fiscal, que terá cometido entre 2011 e 2014.
A administração fiscal espanhola apresentou este pedido em finais do ano passado, argumentando que a intérprete de "Waka Waka" deveria ter declarado em Espanha a maior parte dos seus rendimentos, na medida em que nesse período residiu no país.
Shakira, que está em digressão, atua em Lisboa, no Altice Arena, a 28 de junho, seguindo para Espanha, onde tem previsto atuações em Bilbau e Madrid.
O Ministério Público deve agora decidir se dá seguimento à acusação. Se vier a ser deduzida, a cantora arrisca-se a uma pena de dois anos de prisão.
Segundo o jornal espanhol La Vangardia, que cita fontes próximas do processo, o caso refere-se a "várias dezenas de milhões de euros".
A France Presse contactou a administração fiscal espanhola, que se recusou a fazer qualquer comentário ou declaração.
Segundo disseram ao jornal de Barcelona fontes próximas da cantora, a questão "deve-se a uma diferença de critérios e não de fuga ao fisco", acrescentando que se trata de um "diferendo técnico", que Shakira está pronta a resolver.