Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Saco azul do GES pagou de forma explícita a 106 pessoas e manteve 96 avenças ocultas

Ricardo Salgado e três dos beneficiários: Amílcar Pires, Zeinal Bava e Manuel Pinho

Expresso publica um top 20 dos maiores beneficiários com transferências diretas feitas em seu nome a partir da ES Entreprises

A conta bancária na Suíça da Espírito Santo Enterprises, uma companhia offshore que funcionou como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo, fez pagamentos diretos a 106 pessoas, em que os seus nomes constam nos extratos bancários, ao longo de oito anos, entre 2006 e 2014, de acordo com uma investigação do Expresso.

Zeinal Bava lidera essa lista, com 18,5 milhões de euros transferidos entre 2010 e 2011 (sendo que houve outros 6,7 milhões de que o então CEO da Portugal Telecom beneficiou em 2007 mas que foram registados em nome de uma offshore), enquanto o antigo ministro Manuel Pinho foi o último a receber, já a poucos meses da derrocada do BES.

A conta do saco azul manteve, além disso, um total de 96 avenças mensais em que não registou qualquer informação sobre os seus beneficiários. Nem nomes de pessoas, nem nomes de empresas ou offshores nem números de conta de destino. Mais de 30 dessas avenças invisíveis ultrapassavam os cinco mil euros por mês.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)