Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Quase 47 mil estudantes colocados este ano letivo no ensino superior

David Clifford

Concurso nacional de acesso chegou ao fim esta sexta-feira, com a divulgação dos resultados da terceira fase

Este ano letivo, 46544 estudantes foram colocados nas universidades e institutos politécnicos públicos através do concurso nacional de acesso ao ensino superior, que ficou concluído esta sexta-feira, com a divulgação dos resultados da terceira fase. É o número mais alto dos últimos anos, representando um aumento de 2% relativamente a 2016.

Do total de colocados, 59% conseguiram um lugar numa universidade e os restantes 41% no ensino politécnico.

Na terceira e última fase do concurso de acesso, cujos resultados acabam de ser divulgados no site da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES), entraram 1602 estudantes, o que eleva o número total de colocados para os 46544.

Mais colocados é sinónimo de menos lugares vazios - o número de vagas sobrantes caiu 26% em relação ao ano passado. Ainda assim, restam 2569 que não foram ocupadas. O curso de Agronomia no Instituto Politécnico de Portalegre é o recordista, com 34 vagas que ficaram por preencher. Caberá às instituições de ensino superior decidir o que fazer com estes lugares, que poderão agora ser utilizados no âmbito de concursos especiais ou para mudanças de curso.

O concurso nacional de acesso é a principal via de entrada no ensino superior público, mas não é a única. Há que esperar pelos resultados de outros concursos e regimes especiais - para maiores de 23 anos, estudantes internacionais, atletas de alta competição, bolseiros dos PALOP ou para os chamados Cursos Técnicos Superiores Profissionais, por exemplo - para fazer as contas finais, mas o Ministério da Ciência e Ensino Superior estima que, no total, o número de "caloiros" chegue este ano letivo aos 73 mil.