Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Estação móvel de comunicações a caminho do incêndio de Alijó devido a falhas no SIRESP

SIRESP já tinha estado - e continua a estar - no centro de debate relativamente ao trágico incêndio em Pedrógão. Proteção Civil confirma falhas este domingo, no combate a um incêndio em Alijó que já obrigou a tirar idosos e crianças de uma aldeia

Lusa

Uma estação móvel de comunicações está a caminho de Alijó, distrito de Vila Real, para resolver "falhas pontuais que têm sido sentidas" este domingo na rede de comunicações de emergência SIRESP, disse à Lusa a adjunta nacional da Proteção Civil.

Patrícia Gaspar afirma que "as comunicações durante estas falhas foram asseguradas através da Rede Operacional dos Bombeiros (ROB)", um procedimento previsto. "Quando se estabelece um plano de comunicações num teatro de operações, nunca é feito com exclusividade à rede SIRESP", integrando-se também a ROB, esclareceu.

A estação móvel, que estava estacionada de prevenção no Porto, foi enviada para o combate ao incêndio de Alijó cerca das 18h e deverá chegar em breve ao teatro de operações, disse Patrícia Gaspar ao início da noite.

O incêndio na localidade de Vila Chã, concelho de Alijó, começou às 01h55 deste domingo. Depois de estar dado como dominado, reativou-se. Pelas 20h50 era combatido por 323 bombeiros, apoiados por 97 viaturas e oito meios aéreos. Crianças e idosos foram retirados da aldeia de Chã por precaução.