Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

AIR Center. Centro internacional de investigação dos Açores vai ter 10 países fundadores de quatro continentes

A futura base espacial nos Açores poderá ficar em Santa Maria e não na Terceira como incialmente previsto

JOSÉ ANTÓNIO RODRIGUES/GETTY

Delegações oficiais de Portugal, Espanha, Reino Unido, Brasil, Argentina, África do Sul, Nigéria, Angola, Cabo Verde e Índia discutiram esta sexta-feira em Lisboa o lançamento do AIR Center, que será oficialmente criado em novembro numa cerimónia em Florianópolis, no Brasil

Virgílio Azevedo

Virgílio Azevedo

Redator Principal

Um encontro do Grupo de Trabalho de Alto Nível para o AIR Center realizado esta sexta-feira no Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), em Lisboa, acordou que o Centro de Investigação Internacional do Atlântico, um centro em rede com sede nos Açores, será criado nos dias 20 e 21 de novembro na cidade de Florianópolis, no Brasil, com a assinatura de um memorando por 10 países fundadores: três europeus (Portugal, Espanha e Reino Unido), dois americanos (Brasil e Argentina), quatro africanos (África do Sul, Nigéria, Angola e Cabo Verde) e um asiático (Índia).

O AIR Center terá ainda dois membros associados, a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Organização Indiana de Pesquisa Espacial (ISRO). No encontro realizado no MCTES participaram representantes dos governos dos 10 países fundadores, incluindo os ministros da Ciência de Portugal, Manuel Heitor, do Brasil, Gilberto Kassab, e da África do Sul, Naledi Pandor. Estavam também presentes representantes da Universidade do Texas e da Carnegie Mellon University, instituições dos EUA que têm parcerias com Portugal, "e que manifestaram interesse em aderir ao AIR Center desde o seu arranque", revelou Manuel Heitor ao Expresso.

Foram também criadas equipas em quatro áreas-piloto de investigação: observação da Terra, mudanças climáticas e variabilidade dos ecossistemas, integração do mar profundo ao espaço, e processamento e análise de dados. E definidos um Programa de Comercialização e Desenvolvimento Empresarial virado para os utilizadores e empresas do AIR Center, um Programa Científico e um Programa de Educação.

Base espacial na ilha de Santa Maria

A criação de uma base espacial nos Açores – provavelmente na ilha de Santa Maria – para o lançamento de minissatélites, um mercado em grande expansão a nível mundial, é um dos projetos do AIR Center, que vai integrar pela primeira vez a nível mundial quatro áreas de investigação: o espaço, os oceanos, o clima e a energia.

"De seis em seis meses vamos reunir para fazer a avaliação do AIR Center e o primeiro encontro irá acontecer nas Canárias na primavera de 2018", explicou o ministro da Ciência.O plano de financiamento do novo centro de investigação será aprovado em Florianópolis em novembro e o objetivo dos países fundadores é que o AIR Center arranque em 2018.

A Declaração de Belém, assinada esta quinta-feira na Torre de Belém, em Lisboa, entre a União Europeia, o Brasil e a África do Sul, estabeleceu um acordo de cooperação científica no Atlântico Sul que abre fontes de financiamento para o AIR Center. Na ocasião, o comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, anunciou que a UE já disponibilizou 60 milhões de euros para financiar a investigação no Atlântico até 2020.