Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Tarde de chuva, trovoada e granizo causa inundações na zona centro

Granizo destrói culturas agrícolas na serra da Lousã . A chuva intensa desta quinta-feira danificou cabos elétricos na zona da Lousã e Miranda do Corvo

Chuva forte, com trovoadas e granizo, causou esta quinta-feira inundações na Lousã e em Miranda do Corvo, tendo destruído culturas agrícolas, adiantam fontes da Proteção Civil à agência Lusa.

Uma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra informou que o mau tempo originou inundações na via pública, nos dois concelhos do distrito de Coimbra, além de ter inundado também uma habitação, na Lousã.

Os primeiros alertas para as anomalias foram registados cerca das 16h45, meia hora depois de a chuva ter começado a cair com intensidade, sobretudo nas povoações junto à Serra da Lousã.


Nas Fontaínhas, lugar da freguesia das Gândaras, no concelho da Lousã, o temporal "derrubou seis árvores", que na queda arrastaram cabos elétricos da rede pública, segundo a fonte do CDOS.

A Lusa verificou na zona que diversas hortas, vinhas, pomares e batatais foram destruídos pelo granizo e que a água inundou diversos campos.

"O grande problema foi a destruição na agricultura", disse o responsável da Proteção Civil Municipal de Miranda do Corvo, Fernando Jorge.

A água arrastou granizo para as zonas baixas e nalgumas povoações a quantidade de gelo acumulado "chegou a ter meio metro" de espessura, acrescentou Fernando Jorge, que é também comandante dos Bombeiros Voluntários desta vila.