Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Acidentes nas estradas provocaram 237 mortos no primeiro semestre do ano

Total soma mais 44 do que em igual período de 2016, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária

Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram no primeiro semestre do ano 237 mortos, mais 44 do que em igual período de 2016, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

A ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, indica hoje que 237 pessoas morreram, entre 1 de janeiro e 30 de junho, em consequência dos acidentes rodoviários, mais 44 (em 2016 morreram 193) do que em igual período do ano passado.

No que diz respeito aos acidentes, segundo a ANSR, foram registados no primeiro semestre do ano 60.904 desastres, menos 681 do que em período homólogo de 2016 (no ano passado registaram-se 61.585).

De acordo com a Segurança Rodoviária, os distritos com o maior número de mortos são Porto (35) e Setúbal (33) e Lisboa (24) e Santarém (23), Faro (19) e Aveiro (15).

A ANSR indica também que nos acidentes 974 pessoas ficaram feridas com gravidade, mais 48 em igual período do ano passado (926 em 2016).

Na última semana (22 a 30 de junho), foram registados pela PSP dois mortos e 12 feridos graves.

A GNR detetou na última semana nove mortos e 27 feridos graves em acidentes rodoviários.

Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.