Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Manuel Pinho está a ser ouvido na Polícia Judiciária

Luis Barra

Antigo ministro da Economia chegou esta manhã às instalações da PJ acompanhado do seu advogado, Ricardo Sá Fernandes.

Miguel Prado

Miguel Prado

Texto

Jornalista

Micael Pereira

Micael Pereira

Texto

Jornalista

Luís Barra

Luís Barra

Foto

Fotojornalista

O antigo ministro da Economia Manuel Pinho está a ser ouvido na Polícia Judiciária (PJ) em Lisboa, no âmbito da investigação em torno das rendas da EDP, devido a suspeitas do Ministério Público de que possa ter havido corrupção associada ao processo legislativo de criação do regime de Custos para a Manutenção do Equilíbrio Contratual (CMEC).

Manuel Pinho chegou esta manhã às instalações da PJ acompanhado pelo seu advogado, Ricardo Sá Fernandes, momento registado pelo Expresso.

Uma diligência que acontece depois de o antigo ministro ter manifestado a sua disponibilidade para ser ouvido pelas autoridades portugueses de forma a esclarecer as circunstâncias em que, enquanto ministro, aprovou a entrada em vigor dos CMEC, bem como a extensão das concessões hídricas à EDP sem concurso.

No final de junho a revista "Sábado" já havia avançado que Pinho seria constituído arguido, apesar de até então o Ministério Público e a PJ não terem conseguido formalmente contactá-lo. Na última sexta-feira o "Jornal Económico" escreveu que Pinho seria ouvido pelas autoridades até ao dia 15 deste mês, antes das férias judiciais.