Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

SIRESP nega falhas no incêndio em Pedrógão. “Esteve à altura”

Relatório do SIRESP, publicado esta terça-feira de tarde no portal do Governo, garante que não houve nenhuma estação Base que tenha ficado fora de serviço. Morreram 64 pessoas no incêndio

O relatório do SIRESP, publicado esta tarde no portal do Governo, garante que não houve falhas de comunicação durante o combate ao incêndio em Pedrógão Grande, que matou 64 pessoas e feriu mais de 200.

"Não houve interrupção no funcionamento da rede SIRESP, nem houve nenhuma Estação Base que tenha ficado fora de serviço em consequência do incêndio", revelam os autores do relatório.

De acordo com o SIRESP, não houve estações fora de serviço por falha de energia elétrica e avançam mesmo com números: " Realizaram-se mais de 100 mil chamadas processadas no período crítico, das 19h de dia 17 às 9h de dia 18, através de 1092 terminais". Além disso, foram também efetuadas "mais de 1 milhão e 100 mil chamadas processadas em cinco dias contados desde o início do incêndio, através 3301 terminais."

O SIRESP conclui que estes números demonstram que a rede "esteve à altura da complexidade do teatro de operações, assegurando as comunicações e a interoperabilidade das forças de emergência e segurança."

O documento refere ainda que a rápida intervenção dos meios no terreno, face às condições no local, permitiu a reposição integral do funcionamento do serviço em cerca de 72 horas. “Registaram-se situações de saturação da rede, embora durante o dia 17, primeiro dia do incêndio, estas não tenham sido significativas, particularmente até às 23h. A saturação da rede não foi originada devidoa nenhuma falha da rede, mas foi originada por uma procura de tráfego superior à capacidade disponível.”

Entre várias recomendações, o relatório propõe a constituição de uma reserva de geradores para situações de contingência, a aquisição de mais estações móveis que passem a ser geridas por uma Entidade Operadora, a redução do número de grupos de conversação e a utilização de chamadas curtas e objetivas.