Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Incêndio em Pedrógão Grande foi o maior dos últimos dez anos na UE

Os fogos que queimaram a região de Pedrógão Grande, na semana passada, foram os maiores dos últimos dez anos em toda a União Europeia. O cálculo de área ardida no Centro de Portugal, realizado pelo Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais, mostra que terão ardido cerca de 46 mil hectares. O maior incêndio europeu da última década, até agora, tinha acontecido na Grécia, em agosto de 2007.

As contas são do EFFIS, o Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais, e mostram que o fogo, na semana passada, em Pedrogão Grande e na região em redor, foi o mais extenso dos últimos 10 anos, na União Europeia. As chamas terão atingido cerca de 46 mil hectares.

O maior incêndio europeu da ultima década, até agora, tinha acontecido, em agosto de 2007, na Grécia.

Aliás, esse foi o verão mais negro da história dos incêndios florestais quando num só mês, numa só região no oeste do país, arderam mais de 130 mil hectares.

Mas, ainda de acordo com os dados de Bruxelas, Portugal tem estado entre os países com os maiores fogos de sempre.

Nos últimos dois anos tivemos mesmo os maiores de entre todos os que aconteceram nos Estados-membros. E desde 2012 que somos recordistas em área ardida em fogos de grandes dimensões.

Segundo o EFFIS, em Portugal, entre 2008 e 2016, arderam mais de 94 mil hectares de floresta que correspondem a 35,5% de toda a area ardida na União Europeia.