Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Combate e prevenção custaram €92 milhões em 2016

Luis Barra

Estado gastou €20 milhões com a prevenção e €72 milhões com o combate

A prevenção e o combate de incêndios florestais no ano passado custaram €92 milhões ao Estado: €20 milhões com a prevenção e €72 milhões com o combate, segundo os dados do Ministério da Administração Interna (MAI), que tem a tutela do combate, e os dados do Ministério da Agricultura, responsável pela prevenção.

Os gastos finais com o combate aos incêndios no ano passado ficaram abaixo dos €75 milhões que estavam orçamentados. Segundo a execução orçamental da Proteção Civil, que mostra a despesa paga pelo combate aos incêndios florestais, os gastos com a utilização de meios aéreos ficaram quase €7 milhões abaixo do previsto (com um custo total de €35 milhões), mas pelo contrário a rubrica de despesas extraordinárias com os incêndios ficou €2,8 milhões acima do estimado – com um total de 12€ milhões gastos.

Já do lado da prevenção, segundo dados do Ministério do Agricultura, foram gastos €20 milhões de euros, o montante mais baixo desde 2012. A tendência tem sido sempre a mesma nos últimos seis anos: 80% dos gastos com os incêndios destinam-se ao combate, 20% à prevenção. E em média o Estado tem gasto anualmente €99 milhões por ano.