Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

“Equilibrado e objetivo”, dizem os professores sobre o exame de Português

Prova de Português realizada esta terça-feira pelos estudantes do Ensino Secundário “pautou-se pelo equilíbrio e objetividade”, defende a Associação de Professores de Português

A Associação de Professores de Português (APP) concluiu, em parecer enviado ao Expresso, que o exame nacional do Ensino Secundário realizado esta segunda-feira “pautou-se pelo equilíbrio e objetividade”.

Em relação ao primeiro grupo da prova, onde era pedido aos alunos para responderem a perguntas de interpretação sobre um poema de Alberto Caeiro (poema XXXVI de “O Guardador de Rebanhos”), a APP lembra que “o texto escolhido é, geralmente, analisado em aula, pelo que alguns alunos já tinham um conhecimento prévio do mesmo”

Já sobre as duas questões colocadas a partir de um excerto de uma obra de Vergílio Ferreira (“Fotobiografia”, organização de Helder Godinho e Serafim Ferreira, Lisboa, Bertrand, 1993, p. 118), a APP considera que “estavam objetivamente formuladas”.

No que diz respeito ao segundo grupo da prova (com o código 639), a APP reconhece que as questões de escolha múltipla “obrigavam a uma leitura atenta (o que é expectável em alunos do 12.º ano)” mas “eram objetivas ,não devendo haver, da parte dos alunos, hesitação na escolha da alínea correta”.

Sobre o terceiro e último grupo da prova “o tema para o texto expositivo-argumentativo relacionava-se com o papel da memória enquanto elemento para percecionar o passado”. “Parece-nos ser um tema abrangente, dando possibilidade ao aluno de apresentar diferentes perspetivas”, remata a APP.