Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Portugal acolhe pela quarta vez Capital Europeia da Cultura em 2027

Gonçalo Rosa da Silva

Lisboa foi a primeira cidade portuguesa a ser Capital Europeia da Cultura em Portugal, no ano de 1994. Porto (2001) e Guimarães (2012) foram as outras

O Parlamento Europeu (PE) aprovou esta terça-feira, numa decisão acordada com o Conselho, a lista de países que vão acolher as capitais da cultura da Europa entre 2020 e 2033 e Portugal está na lista: o reconhecimento será atribuído a uma cidade portuguesa (e a outra na Letónia) em 2027. A informação foi enviada às redações em comunicado do PE.

Criada em 1985, a Capital Europeia da Cultura é uma iniciativa cultural que constitui uma oportunidade paras as cidades fomentarem o turismo e repensarem o seu desenvolvimento cultural. As cidades são selecionadas com base num programa cultural que deve contar com uma forte dimensão europeia, participação e envolvimento dos habitantes e desenvolvimento de longo prazo da cidade.

Os concursos para atribuição do título começam seis anos antes do ano do ano previsto, através da publicação de convites para apresentação de candidaturas pelas autoridades nacionais. No caso português, as candidaturas terão de ser realizadas em 2021.

Por três vezes Portugal acolheu a Capital Europeia da Cultura: em 1994 (Lisboa), em 2001 (Porto) e em 2012 (Guimarães). No ano passado foi a vez de Aarhus (Dinamarca) e Pafos (Chipre) receberem o título, às quais se seguem Valeta (Malta) e Leeuwarden (Países Baixos) em 2018.

A Suíça, o Liechtenstein, a Noruega e a Islândia - países da Associação de Comércio Livre que integram o Acordo sobre o Espaço Económico Europeu - passam, tal como os países candidatos e potenciais candidatos à União Europeia, a poder participar no concurso uma vez em cada três anos.