Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Mortes por 'overdose' de drogas aumentam na Europa e são já 700 por mês

SPENCER PLATT / GETTY IMAGES

O total de mortes tem crescido nos últimos três anos, sobretudo relacionadas com consumos de heroína e outros opiáceos, revela um relatório do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência divulgado esta terça-feira

Mais de 700 pessoas por mês morreram por 'overdose' na Europa em 2015, número que tem crescido nos últimos três anos, segundo um relatório europeu sobre drogas, divulgado esta terça-feira.

O documento do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência destaca a "preocupação com o número crescente de mortes por 'overdose' pelo terceiro ano consecutivo" e refere estimar-se que, em 2015, tenham morrido 8.440 pessoas dessa forma nos países da União Europeia, na Noruega e na Turquia.

Trata-se de um aumento de 6% em relação às estimativas de 7.950 mortes nos 30 países em 2014.

As mortes por 'overdose' estãos, sobretudo relacionadas com consumos problemáticos de heroína e outros opiáceos, sendo que os 1,3 milhões de consumidores problemáticos de opiáceos da Europa estão entre os mais vulneráveis.

Tal como nos anos anteriores, o Reino Unido (31%) e a Alemanha (15%) foram, conjuntamente, responsáveis por cerca de metade do total europeu das mortes por 'overdose', com 2.500 e 1.185 casos, respetivamente.

Aquelas percentagens estão relacionadas com a dimensão das populações de risco naqueles países, mas também ligadas ao facto de alguns Estados omitirem dados.
Em Portugal registaram-se 40 mortes por 'overdose' em 2015, o segundo ano em que se deu um aumento consecutivo deste tipo de mortalidade, segundo dados de um relatório nacional já apresentado em fevereiro deste ano.

O Observatório Europeu estima que haja na Europa 1,3 milhões de consumidores de opiáceos de alto risco, ou seja 0,4% da população jovem e adulta entre os 15 e os 64 anos.

Cinco países representam três quartos (76%) do total estimado de consumidores de opiáceos de alto risco na União Europeia: Alemanha, Espanha, França, Itália e Reino Unido.

Quanto às intervenções para prevenir 'overdoses' na Europa, há salas de consumo assistido em seis países da União Europeia e instalações também na Noruega. Portugal discute neste momento a criação destas chamadas "salas de chuto".

  • Os Estados Unidos encontram-se a lutar contra uma epidemia de overdoses, causadas por uma mistura de heroína com outros opiáceos. Estas misturas são compostas por químicos tão fortes que podem afetar as pessoas através do toque ou pelo ar.