Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Livro de Tolkien lançado 100 anos após ter sido escrito

Os nomes Beren e Lúthien estão gravados na lápide de J:R.R. Tolkien e da mulher, no cemitério de Wolvercote, em Oxford

Graham Barclay / BWP Media / Getty Images

“Beren and Lúthien”, um livro do autor de “Senhor dos Anéis”, fala do amor existente entre um homem e uma elfo e é descrito como sendo uma “história muito pessoal”

Um novo livro do autor de “Senhor dos Anéis”, J.R.R. Tolkien, vai estar à venda 100 anos depois de ter sido escrito. “Beren and Lúthien” é publicado esta quinta-feira pela HarperCollins, no décimo aniversário do lançamento da obra “Os filhos de Húrin”.

O livro fala do amor existente entre Beren e Lúthien, um homem e uma elfo, descrito como sendo uma “história muito pessoal” que o professor de Oxford pensou após retornar da Batalha de Somme.

John Garth, especialista em Tolkien, diz que a escrita era, para o autor de “Hobbit”, uma espécie de terapia dos horrores que testemunhara na I Guerra Mundial. "Ele perdeu dois dos melhores amigos na batalha do Somme [1916] e pode imaginar-se que interiormente estivesse tão mal quanto estava fisicamente", diz, citado pela BBC, fazendo referência ao momento em que o escritor começou a escrever a obra.

O livro chega agora às bancas graças a Christopher Tolkien, de 92 anos, filho do escritor britânico, que tem gerido os trabalhos deixados pelo pai. A narrativa foi mantida na sua forma original, mostrando também como a história foi alterada para entrar em “Silmarillion”.

De acordo com a BBC, o livro apresenta ilustrações de Alan Lee, que ganhou um Óscar da Academia pelo seu trabalho de ilustração na trilogia “Senhor dos Anéis”, dirigida por Peter Jackson.

Os nomes Beren e Lúthien estão gravados na lápide de Tolkien e da mulher, no cemitério de Wolvercote, em Oxford.

Publicado em 1954, “Senhor dos Anéis” foi a sequela de “Hobbit” e é uma das histórias mais bem-sucedidas já escritas, tendo vendido mais de 150 milhões de cópias.

A adaptação cinematográfica, lançada de 2001 a 2003, é uma das maiores sagas de todos os tempos, com o último filme a ganhar 11 Óscares.