Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Arguido a arguido, a lista completa de condenações no caso BPN

Nuno Botelho

Doze dos 15 arguidos foram condenados pelo Tribunal de Lisboa. Oliveira e Costa, fundador do BPN, foi quem teve a pena mais pesada. Arguidos podem recorrer para o Tribunal da Relação

Prisão Efetiva

José Oliveira e Costa, fundador do BPN

Condenado a 14 anos de prisão efetiva
Crimes: falsificação de documentos, fraude fiscal qualificada, burla qualificada e branqueamento de capitais

Luís Caprichoso, número dois do BPN e gestor da área financeira da SLN

Condenado a oito anos e seis meses de prisão efetiva
Crimes: falsificação de documentos e burla qualificada

José Vaz Mascarenhas, presidente do Banco Insular

Condenado a sete anos e três meses de prisão efetiva
Crimes: falsificação de documentos, abuso de confiança e burla qualificada

Francisco Sanches, ex-chefe de gabinete de Oliveira Costa

Condenado a seis anos e nove meses de prisão efetiva
Crimes: falsificação de documentos, fraude fiscal qualificada e burla qualificada

Pena Suspensa

António Franco, ex-administrador do BPN

Condenado a três anos de prisão, suspensa com o pagamento de indemnização no valor de dez mil euros
Crime: falsificação de documentos e burla qualificada

Leonel Mateus, ex-administrador da Planfin

Condenado a três anos de prisão, suspensa com o pagamento de indemnização no valor de 30 mil euros
Crime: burla qualificada

Luís Almeida, ex-administrador da Planfin

Condenado a quatro anos e três meses de prisão, suspensa com o pagamento de indemnização no valor de 45 mil euros
Crime: falsificação de documentos e burla qualificada

Isabel Cardoso, ex-administrador da Planfin

Condenado a quatro anos e quatro meses de prisão, suspensa com o pagamento de indemnização no valor de 25 mil euros
Crime: falsificação de documentos e burla qualificada

Telmo Reis, sócio da Labicer

Condenado a cinco anos de prisão, suspensa com o pagamento de indemnização no valor de 50 mil euros
Crime: fraude fiscal qualificada, burla qualificada e abuso de confiança

José Monteverde, ex-sócio de uma empresa ligada ao grupo

Condenado a quatro anos de prisão, suspensa com o pagamento de indemnização no valor de dez mil euros
Crime: abuso de confiança

Luís Alves, responsável da Labicer

Condenado a dois anos de prisão, suspensa com o pagamento de indemnização no valor de 25 mil euros
Crime: fraude fiscal qualificada

Rui Costa, responsável da Labicer

Condenado a quatro anos de prisão, suspensa com o pagamento de indemnização no valor de 30 mil euros
Crime: fraude fiscal qualifica e burla qualificada

Absolvidos:

Ricardo Oliveira
Filipe Baião Nascimento
Hernâni Ferreira