Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ciberataque atinge Ministério Público

Tudo aconteceu esta quinta-feira. Magistrados continuam sem acesso ao sistema informático

O sistema de informação do Ministério Público foi alvo de um ataque informático esta quinta-feira, impedindo os magistrados de terem acesso ao sistema. A notícia foi avançada pelo DN e entretanto confirmada pelo Expresso.

Em causa está o envio e troca de mensagens e ofícios entre departamentos, disse à agência Lusa fonte daquela magistratura.

A mesma fonte referiu que a quebra do Sistema Interno do Ministério Público é geral, abrangendo todo o país, mas que não existe ainda a certeza se o colapso resultou de uma avaria ou de um ataque informático.

A fonte negou contudo que a quebra no sistema interno impeça os magistrados de aceder a informação dos inquéritos e realizar diligências como a inquirição de testemunhas ou de arguidos.

A agência Lusa tentou obter mais informações junto da Procuradoria-Geral da República, mas até ao momento tal não foi possível.

Na semana passada, várias empresas portuguesas foram alvo de um ciberataque em grande escala, que atingiu 150 países.

(Atualizada às 12h31)

  • PGR garante que ataque não afeta inquéritos em curso

    Os computadores do Ministério Público foram alvo de um ataque informático que desde quinta-feira afecta a correspondência interna, o registo e a consulta de dados. A procuradora-geral da República (PGR), Joana Marques Vidal, desvaloriza e diz que o problema não afeta inquéritos em curso