Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Costa diz que a criatividade “floresce” e elogia Salvador Sobral

Numa conferência em Lisboa, o primeiro-ministro enalteceu a sociedade portuguesa, classificando-a de “cosmopolita, aberta e inovadora” e deu como exemplo o representante português na Eurovisão

O primeiro-ministro, António Costa, valorizou esta segunda-feira a sociedade portuguesa, que definiu como "cosmopolita, aberta e inovadora" e na qual a criatividade floresce várias áreas.

Numa conferência em Lisboa, o chefe do Governo defendeu que "é o contacto entre os diferentes e os que pensam diferente que gera a criação e o novo", e deu vários exemplos em áreas desde a arquitetura, à culinária, aos artistas plásticos e, também, a música.

"Este fim de semana, um jovem cantor português, Salvador Sobral, ganhou pela primeira vez o festival da Eurovisão, alcançando o número máximo de pontos alguma vez obtidos na competição e sobretudo, mais importante: cantando em português (...) e sobretudo com uma canção em que a expressão pessoal do sentimento foi a chave daquele resultado", disse.

O primeiro-ministro falava na abertura da conferência "Business of Luxury", promovida pelo Financial Times, dedicada aos produtos de luxo e à moda.

Costa traçou um retrato de Portugal nos dias que correm, uma "sociedade cosmopolita, aberta e inovadora", e lembrou acontecimentos como a instalação da Web Summit no país, sublinhando a diferenciação portuguesa em vários campos e valorizando o investimento na Educação.

"Nas últimas décadas investimos na educação de crianças e jovens mas também na formação ao longo da vida", afirmou.

O líder do executivo falou ainda da segurança que se sente no país: "A tolerância é algo que marca a nossa sociedade e a chave da nossa segurança coletiva em Portugal".