Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

YouTube ataca a concorrência com programas gratuitos

Ellen DeGeneres é um dos principais nomes associados à aposta do Youtube na programação

FOTO Mario Anzuoni/REUTERS

O serviço de partilha de vídeo vai apostar em novas formas de fazer televisão. Depois do YouTube Red e da Youtube TV, chega agora uma oferta gratuita, suportada por publicidade

Depois de mudar o mundo da partilha de vídeo, o YouTube quer também revolucionar a forma como se vê televisão — e tem apostado em todas frentes para o conseguir. Agora, depois do serviço de streaming YouTube Red (que também terá novidades) e da YouTube TV (de televisão quase linear), a aposta vai para conteúdos próprios, a distribuir de forma gratuita. As novidades do gigante do vídeo, propriedade da Alphabet, foram anunciadas esta terça-feira durante a conferência NewFronts, em Nova Iorque.

Os novos programas originais do YouTube, que serão financiados e monetizados com recurso à publicidade, devem chegar à plataforma ainda este ano. Entre os principais nomes ligados ao projeto estão o comediante Kevin Hart (que vai estrear um programa de fitness chamado “What the Fit?”) e a apresentadora Ellen DeGeneres (que vai mostrar os bastidores do seu programa de televisão), aos quais se juntarão também as cantoras Katy Perry e Demi Lovato.

Ryan Seacrest, o apresentador e produtor norte-americano responsável pelo império televisivo de “Keeping Up With the Kardashians”, terá também o seu próprio concurso no YouTube. A competição musical “Best.Cover.Ever”, que será produzida por Seacrest, tem estreia marcada para o final do ano. Entre os youtubers habituais, destaca-se a dupla Rhett & Link (que se autointitulam Internetainers) e o canal de videos The Slo Mo Guys.