Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Papa já está a caminho de Roma

Marcos Borga

O avião que transporta o Papa Francisco em direção ao Vaticano descolou da base aérea de Monte Real às 15h52. Foi uma curta visita (mesmo assim com um tempo extra), em que o chefe da Igreja Católica, que veio como peregrino, teve sucessivos banhos de multidão. O último foi já na pista, antes do embarque

Acompanhado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o Papa Francisco percorreu os últimos metros em Portugal, já na base aérea de Monte Real, num ambiente que acaba por ser uma imagem de marca desta visita: rodeado por uma multidão, que o saudou efusivamente.

Em muitos momentos, o chefe da Igreja Católica cumprimentos quem o aguardava, por vezes sem levar muito em conta o protocolo.

Foi certamente o àvontade na abordagem de populares ao Papa Francisco que quase permitiu à jornalista da SIC Ana Peneda Moreira um momento ímpar de televisão: "sacar" uma declaração exclusiva do sucessor de Pedro.

Quando o automóvel utilitário que transportou Francisco desde Fátima parou em Monte Real, e porta da viatura se abriu, a repórter estendeu o microfone em direção ao Papa, pedindo-lhe uma última "mensagem" para deixar aos portugueses.

Francisco, sentado no banco, com o microfone a pouca distância, pareceu interrogar-se por não ter entendido imediatamente a pergunta - e o compasso de espera foi suficiente para a segurança do Papa meter fim à ousadia.

Pouco depois, o chefe da Igreja Católica deslocou-se para o avião Grão Vasco, da TAP, sob aplausos de quem ficou na pista, entre os quais os do Presidente da República.

A aeronave descolou de Monte Real às 15h52 (com atraso em relação ao horário previsto, que era as 15h00), precisamente na mesma altura em que começou em Fátima a cair uma forte bátega de água.

Então, os poucos peregrinos que ainda estavam no santuário desapareceram de repente, em busca de abrigo.