Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Escola básica no Lumiar fechada após ato de vandalismo

Grupo invadiu esta madrugada a escola EB1 n.º 77 da Musgueira, Lisboa, e esvaziou quatro extintores. Vários funcionários queixaram-se esta manhã da inalação de gases dos extintores na abertura das instalações

Um grupo de indivíduos invadiu esta a madrugada a escola EB1 n.º 77 da Musgueira, no Lumiar, Lisboa, esvaziando quatro extintores. Esta manhã, vários funcionários queixaram-se da inalação de pó químico e pelo menos um deles foi transportado para o hospital por precaução, disse ao Expresso fonte do departamento de relações públicas do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP.

“Não foi um assalto, antes um ato de vandalismo. Fomos chamados esta manhã por volta das 9h, quando alguns funcionários se começaram a queixar dos gases dos extintores”, explica a mesma fonte, acrescentando que nenhum objeto foi furtado do estabelecimento.

Fonte do INEM adiantou à Lusa que a funcionária, de 57 anos, foi transportada para o hospital de Santa Maria e que na escola foram assistidas outras duas funcionárias pelo mesmo motivo.

A direção decidiu encerrar a escola, por considerar que não havia condições para as atividades letivas. Contactada pelo Expresso, a direção do estabelecimento não quis prestar declarações, porque na altura a polícia estava no local a recolher dados que ajudem à investigação.

(Atualizada às 13h04)