Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Astrónomos obtêm imagem detalhada da Nebulosa do Caranguejo

Space Telescope Science Institute Office of Public Outreach

A imagem foi captada a partir de diferentes comprimentos de onda de luz combinando as capacidades de cinco telescópios, incluindo os espaciais Hubble, Chandra e Spitzer

Astrónomos obtiveram uma imagem detalhada da Nebulosa do Caranguejo, nuvem de poeira, hidrogénio, hélio e plasma com origem na explosão de uma estrela, informou esta quarta-feira a agência espacial norte-americana NASA.

A imagem foi captada a partir de diferentes comprimentos de onda de luz combinando as capacidades de cinco telescópios, incluindo os espaciais Hubble, Chandra e Spitzer.

Localizada a 6.500 anos-luz da Terra, a Nebulosa do Caranguejo foi descoberta, em 1731, pelo astrónomo britânico John Bevis, sendo o remanescente de uma supernova (explosão de estrela moribunda) registada por astrónomos chineses e árabes, em 1054.

A Nebulosa do Caranguejo é uma nuvem de vento de pulsar na constelação de Touro. A pulsar que está no centro deste corpo celeste é uma estrela de neutrões rotativa, muito densa e altamente magnetizada.