Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Onde estão as ambulâncias em Fátima? E os postos de socorro?

De peregrinos muçulmanos em Fátima não há qualquer registo

RUI DUARTE SILVA

Um novo site da Autoridade Nacional da Proteção Civil pretende responder a todas as questões que se colocam aos peregrinos

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) recomenda a todos os cidadãos que se deslocam a Fátima para se registarem ou consultarem a plataforma digital criada para apoiar os peregrinos e com informações sobre os meios ao dispor. "Criamos um site de informação pública para o peregrino para que saiba efetivamente que meios têm ao dispor e como pode aceder rapidamente a toda a informação, independentemente do espaço onde se encontra", disse o comandante nacional de proteção e socorro, Rui Esteves, em entrevista à agência Lusa.

A plataforma -- www.protecaocivilfatima.pt -- foi lançada em abril, destina-se a todos os peregrinos que se deslocam a Fátima, quer seja a pé, de carro ou de autocarro, e pode ser consultada no telemóvel.
Rui Esteves avançou que os peregrinos podem consultar no 'site' informações sobre a meteorologia, localização dos postos de primeiros socorros, forças de segurança e parques de estacionamentos, além do número que deve ligar em caso de urgência.

"Este 'site' permite saber qual o parque de estacionamento que está mais perto da sua posição para que depois não tenha que andar a procurar e saber também exatamente onde estão as ambulâncias e postos de primeiros socorros, o que permite em qualquer momento ser acolhido pela entidade que assim o entender", afirmou. Segundo a ANPC, a plataforma integra uma ferramenta de georreferenciação que permite acompanhar o peregrino durante o percurso, planear rotas e obter outras informações, como pontos de apoio, locais de dormida e áreas de refeições.

Nesse sentido, o comandante apelou para que todos os cidadãos que se desloquem a Fátima se registem no site para que possam aceder mais facilmente a toda a informação ou, pelo menos, consultem a plataforma. "O 'site' foi feito a pensar no peregrino de forma a criar um sistema de comunicação para que a informação chegue de uma forma mais fácil face às suas necessidades", sustentou.

Como exemplo, referiu que numa simples situação, como uma bolha num pé, o peregrino pode consultar o 'site' para saber qual o mecanismo que tem para chegar a um posto de primeiros socorros ou a qualquer outro sítio o mais depressa possível. Rui Esteves disse ainda que esta plataforma já recebeu mais de 280 mil visitantes e o registo de 100 grupos, totalizando muito perto de 3.000 peregrinos.

O papa Francisco visita Fátima nos dias 12 e 13 de maio, no âmbito das comemorações do centenário das "aparições", tendo a ANPC montado um dispositivo especial de proteção e socorro para apoiar o elevado número de peregrinos que são esperados no santuário.