Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Quatro detidos na Figueira da Foz por tráfico de pessoas

Operação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras culminou com a detenção de quatro cidadãos estrangeiros, indiciados por vários crimes, designadamente tráfico de pessoas, lenocínio e ofensas à integridade física

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, na Figueira da Foz, quatro cidadãos estrangeiros indiciados por vários crimes, designadamente tráfico de pessoas, lenocínio e ofensas à integridade física, informa o organismo em comunicado.

Trata-se do culminar de uma investigação efetuada no âmbito de um processo titulado pelo DIAP de Coimbra e, segundo o mesmo comunicadorealizada “num espaço temporal muito curto, tendo em conta a gravidade dos crimes autuados”. Os detidos “aliciavam, transportavam e mantinham sob a sua dependência um grupo de mulheres, todas estrangeiras, forçadas a prostituir-se na via pública”.

Segundo o SEF, as mulheres eram obrigadas a garantir um mínimo diário de rendimentos para o grupo, que rondaria os 200 euros”. Para despistar as autoridades, estas deslocavam-se em transportes públicos, recorrendo ainda o grupo a recorrentes mudanças de residência.

O controlo exercido sobre as mulheres era diário, explica o comunicado, sendo frequentes as ameaças e agressões quando estas “não cumpriam com as regras e objetivos delineados”.

Na operação desencadeada pelo SEF, que contou com o apoio da PSP da Figueira da Foz e na qual participaram catorze inspetores, foi também apreendida uma viatura de alta cilindrada e “uma importante quantia monetária”.

Na operação foram identificadas cinco cidadãs estrangeiras, uma das quais procurada pelas autoridades do seu país, a pedido de familiares.

“Presentes a tribunal para primeiro interrogatório e aplicação de medidas de coação, dois dos arguidos vão aguardar o desenrolar do processo em prisão preventiva, enquanto os outros são obrigados a apresentações diárias e impedidos de sair da freguesia de residência, entre outras medidas”, conclui o comunicado.