Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Maioria dos doentes com sarampo tem mais de 20 anos

Francisco George, diretor-geral da Saúde

António Pedro Santos / Lusa

A Direção-Geral da Saúde revela que há notificação de 46 casos suspeitos, 21 já confirmados. Região de Lisboa é a mais atingida

“Foram notificados até às 16 horas de 19 de abril, 46 casos de sarampo, dos quais 21 confirmados e 15 em investigação. Nos restantes 10 casos foi já excluído o diagnóstico de sarampo”, adiantou ao final da tarde desta quarta-feira a Direção-Geral da Saúde (DGS). A maioria das infeções foi confirmada em adultos e é a Região de Lisboa e Vale do Tejo que soma mais casos (13), seguida pelo Algarve, com sete doentes, e pela Região Norte (1).

Os peritos explicam que “a maioria dos casos ocorreu em adultos com idade superior a 20 anos (13 casos)” e sete em crianças: quatro com idade inferior a um ano e três no grupo etário dos 1 a 4 anos. A DGS revela ainda que “57% dos casos não apresentam registo de vacinação (12 casos)” e que nove doentes são profissionais de saúde, “o que representa 43% dos casos confirmados e dois destes casos não têm registo de vacinação”.

No comunicado enviado é ainda referido que “a investigação epidemiológica dos casos de sarampo prossegue e a informação será atualizada em conformidade”.