Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

O melhor restaurante de Portugal é Loco

Na foto maior: Alexandre Silva, chefe do ano e proprietário do Loco, que venceu o Garfo de Platina; Paulo Ferreira, secretário de Estado-adjunto e do Comércio; Sara Branco Gomes, proprietária do Loco; e Francisco Pinto Balsemão, chairman da Impresa. Na foto mais pequena: José Bento dos Santos, jurado do Prémio Carreira Boa Cama Boa Mesa; Francisco Pedro Balsemão, CEO da Impresa; e Luís Filipe de Castro Mendes, ministro da Cultura

António Bernardo

Guia com a seleção dos melhores alojamentos e restaurantes nacionais disponível nas bancas a partir deste sábado

Paulo Brilhante

coordenador editorial 
do “Boa Cama Boa Mesa”

A tradição cumpriu-se e, mais uma vez, na semana que antecede a Páscoa, foram anunciados os vencedores dos prémios Boa Cama Boa Mesa 2017, nomeadamente o Garfo de Platina, que distingue o melhor restaurante, e a Chave de Platina, que destaca o melhor hotel de Portugal. A cerimónia de entrega dos galardões decorreu na quarta-feira, desta vez, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, e serviu também para apresentar a edição 2017 do guia “Boa Cama Boa Mesa”, colocado hoje à venda com o Expresso.

Avaliados mais de 1600 estabelecimentos, o guia “Boa Cama Boa Mesa” selecionou 423 hotéis, resorts, pousadas, unidades de turismo em espaço rural e alojamentos locais, dos quais 87 são novas entradas em relação ao ano anterior e, entre estes, 38 foram inaugurados depois de fevereiro de 2016. Relativamente aos restaurantes, a publicação integra 548 restaurantes, dos quais 125 são novas entradas ou regressos e, destes, 39 são novidades, ou seja, abriram depois da edição do guia de 2016. Destas avaliações destacaram-se os melhores entre os melhores, com o restaurante Loco, localizado em Lisboa, a conquistar o Garfo de Platina. Alexandre Silva, também proprietário deste restaurante, recebeu o prémio de Chefe do Ano, depois de na edição anterior ter sido distinguido com um Garfo de Ouro.

Na cerimónia foi também conhecido qual o melhor hotel de Portugal, com a Chave de Platina entregue ao Belmond Reid’s Palace, no Funchal, que celebra 125 anos de existência. A Madeira viu ainda outro hotel, o Savoy Saccharum Resort & SPA, ser premiado com uma Chave de Ouro. Entre as novidades na listagem de 25 Chave de Ouro encontram-se ainda alojamentos como o Pestana Vintage Porto, o São Lourenço do Barrocal, em Reguengos de Monsaraz, o Sublime Comporta — Country House Retreat, no concelho de Grândola. Recentemente reclassificado como hotel de cinco estrelas, a Quinta das Lágrimas, em Coimbra, também regressou aos prémios.

Na vertente Boa Mesa, seis restaurantes ganharam acesso ao Garfo de Ouro, confirmando a grande dinâmica neste sector: Antiqvvm (Porto), Kanazawa (Lisboa), LAB By Sergi Arola (Sintra), Rei dos Leitões (Mealhada), Restaurante Esporão (Reguengos de Monsaraz) e Vista Restaurante (Portimão). Um dos momentos altos da cerimónia foi a entrega do “Prémio Carreira — Boa Cama Boa Mesa 2017”, a Evaristo Cardoso, fundador e proprietário do restaurante Solar dos Presuntos, em Lisboa. Esta distinção é atribuída a “uma personalidade que tenha contribuído de forma decisiva para o desenvolvimento e afirmação da gastronomia e/ou da hotelaria em Portugal, com uma vida profissional dedicada a estes sectores, e reconhecimento pela comunidade”, explicou, durante a cerimónia, Francisco Pinto Balsemão, presidente do Grupo Impresa.

“Nos últimos anos, o turismo registou assinaláveis progressos em Portugal. Na quantidade, no número de turistas que nos visitam e nos dias que por cá ficam. Mas também na qualidade dos serviços que lhes são prestados. O que não mudou, nestes anos, foi o objetivo do guia, que também tem vindo a mostrar grande dinâmica e atualidade, acompanhando as tendências, mas não se desviando do seu objetivo: prestar um serviço de qualidade ao leitor”, referiu ainda, recordando que o guia é publicado desde 2003.