Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Mulher agredida por se recusar a dar cigarro na Feira acabou por morrer

A mulher de 37 anos foi transportada para uma unidade hospitalar, onde “deu entrada em coma, com lesões cerebrais muito graves”

A mulher de Santa Maria da Feira que foi agredida segunda-feira por se recusar a dar um cigarro a um vizinho, não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer esta quarta-feira, informou fonte da Polícia Judiciária (PJ).

Segundo a PJ, a mulher, de 37 anos, foi transportada para uma unidade hospitalar, onde "deu entrada em coma, com lesões cerebrais muito graves".

Os factos, ocorridos na passada segunda-feira, tiveram origem numa contenda, com agressões físicas e verbais, a propósito de um cigarro que a vítima recusou dar ao seu vizinho.

"Na sequência da discussão, o suspeito manietou a vítima e projetou-a para um declive, onde aquela caiu desamparada e bateu com a cabeça numa das pedras ali existentes", refere um comunicado da PJ.

O agressor, que está indiciado por um crime de ofensa à integridade física, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.