Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Explosões em fábrica na Maia provocam cinco feridos

Incêndio em fábrica de lavagem de camiões cisterna já foi controlado e não há mais risco de explosões. O incidente, de origem ainda desconhecida, provocou um ferido em estado grave e quatro ligeiros

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

O incêndio resultante de uma série de explosões na empresa AJ Monteiro, ocorrido esta manhã na Maia, já está controlado, após a intervenção rápida dos bombeiros da Maia e Leixões. A causa do incidente não foi ainda apurada, mas “não há mais risco de novas explosões”, garantiu ao Expresso o tenente coronel António Ferreira, do Comando Territorial do Porto da GNR.

O incêndio provocou um ferido com queimaduras graves, hospitalizado no São João, e outros quatro mais ligeiros.

A fábrica de lavagens de camiões-cisterna localiza-se numa zona industrial da Maia, em Vila Nova da Tellha, nas proximidades do Aeroporto Francisco Sá Carneiro.

Em redor da fábrica foi criado um perímetro de segurança, que se manterá durante o rescaldo.

De acordo com Luís Simeiro, assessor da ANA – Aeroportos, apesar de o incêndio “ter ocorrido muito perto do aeroporto e provocado uma nuvem de fumo bastante negro”, não houve perturbações de tráfico aéreo, nem a ANA tem informação de constrangimentos de circulação viária no acesso ao Francisco Sá Carneiro.

(Em atualização)