Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Lamego: Inspeção do Trabalho investiga explosão na fábrica de pirotecnia

Nuno André Ferreira / Lusa

A Autoridade para as Condições de Trabalho confirmou à Lusa abertura de um inquérito, escusando-se a avançar com mais pormenores

A Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) informou esta quarta-feira que já está a decorrer um inquérito à explosão na fábrica de pirotecnia em Avões, concelho de Lamego, distrito de Viseu, que causou cinco mortos e três desaparecidos.

Contactada pela agência Lusa, a ACT indicou apenas que já está a decorrer um inquérito, escusando-se a avançar com mais pormenores.

Cinco pessoas morreram na terça-feira na sequência de várias explosões numa fábrica de pirotecnia e três outras encontram-se desaparecidas.

A explosão ocorreu cerca das 17h50 e deixou destruída uma fábrica de pirotecnia em Avões, a cerca de três quilómetros de Lamego.

O secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, informou na terça-feira que "por razões de segurança dos operacionais, não se podia proceder nem à identificação dos corpos, nem a qualquer movimento no local do acidente".

Os bombeiros retomaram depois das 7h30 de hoje os trabalhos de pesquisa, procura e levantamento para perceber as causas do acidente.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, solidarizou-se com as famílias das vítimas e estará no local, pelas 13h.

Entretanto, a Polícia Judiciária foi chamada a investigar as várias explosões.

  • Retomadas operações de busca em Lamego

    Vários meios foram mobilizados na manhã desta quarta-feira para a operação de busca pelos três desaparecidos na explosão de uma fábrica de pirotecnia em Lamego, que terça-feira causou cinco mortos

  • Cinco mortos e três desaparecidos em explosão em Lamego

    Subiu para cinco o número de mortos confirmados na explosão desta terça-feira numa fábrica de pirotecnia em Avões, Lamego. O balanço é ainda provisório, as autoridades admitem que podem existir mais vítimas mortais. O caso já está a ser investigado pela Polícia Judiciária 

  • Pirotecnia: 19 mortos em 12 anos

    O balanço de vítimas mortais registadas em fábricas de pirotécnica subiu para 19, nos últimos 12 anos, com a morte, hoje, de quatro pessoas, na sequência de uma explosão numa fábrica de pirotecnia em Avões, Lamego, distrito de Viseu