Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Se costuma conduzir mais à esquerda esta notícia é para si

A Guarda Nacional Republicana inicia esta segunda-feira ações de fiscalização para combater a circulação abusiva pela vias do meio e da esquerda sem que haja trânsito na faixa de rodagem da direita

A Guarda Nacional Republicana (GNR) inicia esta segunda-feira ações de fiscalização para combater a circulação abusiva pela vias do meio e da esquerda sem que haja trânsito na deixa de rodagem da direita.

Segundo a GNR, trata-se da segunda fase da operação Via Livre, que arrancou na passada segunda-feira com ações de sensibilização, alertando os condutores para os constrangimentos e perigos provocados pela circulação indevida, tando ao nível da segurança rodoviária como da fluidez do tráfego.

A primeira fase da operação Via Livre prolongou-se até dia 26 e a segunda fase, que hoje começa, vai durar até ao dia 2 de abril.

As ações vão decorrer em autoestradas e nas vias reservadas a automóveis e motociclos.

"A prática da circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda sem que exista tráfego nas vias mais à direita, para além de constituir infração ao Código da Estrada, causa constrangimentos à segurança rodoviária e à fluidez de tráfego", lembra a GNR em comunicado, frisando que esta atitude potencia outras infrações por parte dos condutores.

  • GNR sensibiliza para a regra de conduzir na via mais à direita

    O código manda conduzir à direita, mas numa autoestrada é raro encontrar quem cumpra a lei. Esta semana, a GNR está a sensibilizar os automobilistas para a regra que continua a ser desrespeitada por muitos. A infração nas autoestradas pode custar 60 euros e menos quatro pontos na carta de condução