Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Bebé que morreu na Guarda estava viva quando mãe chegou às urgências

A bebé que morreu há um mês no hospital da Guarda estava viva quando a mãe de 39 anos chegou às urgências e esperou uma hora e meia para ser assistida. Este dado é confirmado pelo registo dos batimentos cardíacos, que já está nas mãos do Ministério Público, organismo que investiga se a assistência imediata à grávida evitaria a morte da bebé