Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Secretário de Estado do Ambiente assaltado em Coimbra. “Perdi o trabalho de uma vida”

Carlos Martins, ao centro, entre o responsável da ETAR de Alcácer do Sal e o ministro do Ambiente

carlos santos/lusa

Carro em que o secretário de Estado do Ambiente seguia para um evento no Norte do país foi assaltado quarta-feira à noite

Carla Tomás

Carla Tomás

Jornalista

Durante uma paragem para jantar em Coimbra, na quarta-feira, a viatura oficial em que seguia o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, foi alvo de um assalto. Na mala do carro encontravam-se duas pastas com o computador pessoal do governante e do seu adjunto, dois tablets, vários discos rígidos externos e a carteira do assessor. Só alguns dos documentos acabaram por aparecer no dia seguinte em Matosinhos.

“Levaram todo o trabalho de uma vida”, lamenta Carlos Martins. “Tinha a minha tese de doutoramento, mais de 40 mil fotografias e apresentações em powerpoint nestes discos rígidos", conta. Não tinha documentos relevantes ligados à atividade governativa, garante.

O assalto aconteceu no estacionamento junto ao restaurante "Rui dos Leitões", em Coimbra. Meia duzia de outras viaturas também estacionadas no local foram alvo de furto.

O secretário de Estado tinha parado para jantar antes de seguir caminho para Ribeira da Pena, em Vila Real, onde assistiu à apresentação pública do Sistema Eletroprodutor do Tâmega, que inclui a construção das barragens de Daivões, Gouvães e Alto Tâmega, contestadas pelos ambientalistas.