Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Porto volta a ser eleito Melhor Destino Europeu

Matthieu Cadiou/European Best Destinations

“Nunca escolha da cidade vencedora foi tão unânime entre os viajantes de 174 países” que o elegeram, refere o comunicado da Best European Destination

A cidade do Porto obteve a preferência de quase um terço (138 mil) dos mais 400 mil viajantes de 174 países que participaram na eleição online, conquistando esta sexta-feira a eleição como Melhor Destino Europeu em 2017.

“Nunca a escolha da cidade vencedora foi tão unânime entre os viajantes de 174 países [quase o tripo dos votos que deram a vitória à cidade croata de Zadar há um ano]. Após vários anos de forte crescimento do turismo, o Porto consolida a sua posição entre os maiores destinos turísticos europeus. A forte marca reconhecida ao longo do mundo e a alta qualidade do turismo oferecido permite ao Porto o incrivel feito de chegar por três vezes ao topo desta competição”, refere a Best European Destination, organização com sede em bruxelas e dedicada á promoção turística no Velho Continente.

A organização realça ainda que apesar da mobilização dos habitantes do Porto e dos portugueses ter sido muito significativa – “especialmente graças à qualidade da campanha promovida pela cidade do Porto, a região do Porto e Norte e o Gabinete Nacional de Turismo de Portugal” – a maior parte dos votos (56,8%) que elegeram a cidade Invicta vieram de outras paragens, nomeadamente Estados Unidos, Reino Unido, França, Dinamarca, África do Sul, Coreia do Sul, Suécia, Irlanda e Canadá, entre outros.

O Porto já tinha conquistado este galardão em 2012 e 2014. Atrás do Porto, ficaram classikficados este ano (por ordem decrescente em relação às votações obtiddas): Milão (Itália), Gdansk (Polónia), Atenas (Grécia), São Sebastião (Espanha), Sozopol (Bulgária), Viena (Áustria) Stari Grad (Croácia), Basileia (Suíça), Roterdão (Holanda), Roma (Itália), Madrid (Espanha) Bonifacio e Paris (França) e Wild Taiga (Finlândia).

A campanha interna 'Vote Porto' contou com parceiros institucionais como a Torre dos Clérigos, o FC Porto, a Fundação de Serralves, a Ccasa da Música, o Teatro Nacional São João ou a Metro do Porto, tendo ainda contado com embaixadores como Pedro Abrunhosa, Katty Xiomara, Sara Moreira ou Rubén Neves.