Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Janeiro foi um mês muito seco, com 53% da precipitação normal

Rui Duarte Silva

O Boletim Climatológico do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) revela que o mês de janeiro foi normal em relação à temperatura do ar e teve o sexto valor mais baixo desde 2000 na precipitação

Virgílio Azevedo

Virgílio Azevedo

Redator Principal

Janeiro de 2017 foi, em Portugal Continental, um mês normal na temperatura e muito seco na chuva, tal como já tinha acontecido em dezembro de 2016. A precipitação total atingiu apenas 53% do valor habitual para a época, isto é, em comparação com o periodo de referência de 1971-2000, quando em dezembro tinha chegado a um valor ainda mais baixo: 46% do normal.

Perspetiva-se assim um inverno seco, ao contrário do que se passou no inverno de 2015-2016. No entanto, as previsões sazonais ou de longo prazo do Instituto Português do Mar e da Armosfera (IPMA) não confirmam, para já, esta tendência. Assim, para o periodo que vai de fevereiro a julho, o IPMA refere que a temperatura média terá "valores acima do normal". E que "na precipitação total trimestral não é possível identificar a existência de sinal estatisticamente significativo".

Em janeiro o valor da temperatura média do ar foi de 8,26 graus, ou seja, 0,55 graus abaixo do valor normal, sendo o quinto valor mais baixo desde 2000. O valor médio da temperatura máxima, 13.54 °C, foi superior ao normal (+0.,45 graus) e na mínima, 2.98 °C, houve uma anomalia de -1.56 °C, sendo também o quinto valor mais baixo deste século.

No período de 18 a 21 de janeiro, devido a um fluxo de nordeste determinado pelo anticiclone localizado na Holanda e uma depressão centrada no Mediterrâneo Central, Portugal Continental ficou sob a influência de ar muito frio e seco, com ar polar continental transportado da Europa Central. A partir do dia 17 verificou-se uma descida acentuada dos valores da temperatura máxima e mínima do ar, com o dia 19 a ser o dia mais frio, com uma temperatura média de três graus. A noite mais fria, com o valor médio da temperatura mínima de 3,6 graus negativos, ocorreu na madrugada do dia 19. E o menor valor da temperatura máxima, 8,4 graus, registou-se no dia 18.

No mês de janeiro houve um aumento da área em situação de seca fraca em todo o território para 95,1%. Apenas o Barlavento Algarvio não está ainda em seca.