Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Mulher levada pelo mar estaria a participar em ritual religioso

Prosseguem as buscas pela mulher que foi arrastada pelo mar na praia da Costa Nova quando se encontrava no areal com dez pessoas. Outras três também foram arrastadas mas conseguiram sair pelo seu próprio pé

Os meios de busca e salvamento para encontrar uma mulher arrastada hoje pelo mar na praia da Costa Nova, em Ílhavo, foram reforçados às 22h30 com um helicóptero da Força Aérea, segundo a Capitania do Porto de Aveiro.

Em declarações à Lusa, o comandante da Capitania do Porto de Aveiro, Carlos Isabel, disse que as operações de busca estão a decorrer numa área de dois quilómetros para norte e para sul do local do desaparecimento, acrescentando que o incidente ocorreu junto ao segundo esporão da praia da Costa Nova, em Ílhavo, e o alerta foi dado cerca das 19h45.

A mulher desaparecida fazia parte de um grupo de dez pessoas que se encontravam no areal, por razões desconhecidas, quando foram apanhadas por uma onda. Quatro delas foram arrastadas para o mar, mas só três conseguiram sair da água pelo próprio pé.
O grupo de pessoas naturais de Tondela (Viseu) e Águeda (Aveiro) estaria naquele local, ao que tudo indica, a fazer um ritual religioso, revelou a fonte.

“Tivemos relatos iniciais nesse sentido, mas não podemos estar a levantar falsas suspeitas enquanto não tivermos os factos todos apurados”, disse o comandante Carlos Isabel, adiantando que a Polícia Marítima tomou conta da ocorrência.

As três pessoas que caíram ao mar foram transportadas pelos Bombeiros de Ílhavo para o Hospital de Aveiro.

“Tinham sinais de hipotermia e alguns arranhões, mas nada de grave”, disse o comandante dos Bombeiros de Ílhavo, Carlos Mouro.

As restantes pessoas que faziam parte do grupo foram identificadas e seguiram para as suas casas.