Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Mulher de Lula da Silva em morte cerebral

John Moore / Getty Images

Marisa Letícia estava internada desde 24 de janeiro, após um AVC hemorrágico. Óbito será declarado depois de estar finalizada a retirada de órgãos para doação

Marisa Letícia Lula da Silval morreu esta quinta-feira em São Paulo, no Brasil. Casada com o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi primeira-dama do país entre os anos de 2003 e 2011.

A sua morte cerebral foi confirmada pelo ex-Presidente brasileiro numa mensagem publicada nas redes sociais. "A família Lula da Silva agradece todas as manifestações de carinho e solidariedade recebidas nesses últimos 10 dias pela recuperação da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva. A família autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos", escreveu Lula da Silva no Facebook.

Em morte cerebral, o coração de Marisa Letícia será mantido a bater até estar completada a retirada de órgãos para doação. Findo esse procedimento, será então declarado o seu óbito oficial.

Marisa Letícia estava internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde o dia 24 de janeiro, depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral hemorrágico provocado pelo rompimento de um aneurisma.

O quadro clínico de Marisa Lula da Silva piorou na noite da última quarta-feira e voltou a ser sedada, segundo o médico Kalil Filho, que chefiava a equipa que cuidou da paciente.

Na madrugada desta quinta-feira, os médicos já apontavam que ela estava sedada e o seu quadro de saúde era "irreversível".