Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ondas podem atingir 14 metros no continente e 21 nos Açores

Entre as 12h desta quinta-feira e as 6h de sexta-feira é esperada forte agitação marítima. O IPMA já colocou os Açores em alerta vermelho, o litoral do continente sob aviso laranja e a costa norte da Madeira em aviso amarelo

A costa portuguesa vai estar em aviso laranja, o segundo mais grave, a partir das 12h de quinta-feira por causa da forte agitação marítima, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo o IPMA, todo o litoral do continente estará em aviso laranja devido às ondas de noroeste, que podem atingir os 12 a 14 metros de altura.

Este aviso começa por ser amarelo a partir das 8h de quinta-feira e passa a laranja pelas 12h, prolongando-se até às 6h de sexta-feira.

O IPMA colocou ainda em aviso amarelo a costa norte da ilha da Madeira a partir das 15h de quinta-feira, igualmente devido à agitação marítima, com ondas de noroeste de quatro a cinco metros, tal como em toda a ilha de Porto Santo. Este aviso prolonga-se até às 7h de sexta-feira.

Na segunda-feira, o IPMA tinha alertado para a previsão de vento e agitação marítima fortes para os Açores na quarta e na quinta-feira.

Segundo informação da delegação regional dos Açores do IPMA, "uma depressão frontal a noroeste do arquipélago, com deslocamento para leste, deverá desenvolver ventos com força de furacão e ondulação forte que se deverá propagar para a região do arquipélago dos Açores, afetando principalmente as costas expostas a norte, noroeste e oeste das ilhas mais a norte", Corvo, Flores e Graciosa.

"Esta situação afetará inicialmente as ilhas do grupo ocidental, Corvo e Flores, especialmente entre as 5h de quarta-feira e as 18h de quinta-feira (mais uma hora em Lisboa)", referiu.

Neste grupo, as ondas de noroeste poderão atingir 12 metros de altura e uma onda máxima de 21 metros, sendo que "o vento será de oeste muito forte (65-75 km/h), com rajadas até 110 km/h, entre as 11h e as 23h de quarta-feira".

A Marinha Portuguesa e a Autoridade Marítima Nacional alertaram na segunda-feira para o agravamento severo do estado do mar a partir de quarta-feira, nos Açores, e de quinta-feira, no continente, aconselhando a tomada de medidas de prevenção.

Segundo a Marinha Portuguesa, este agravamento é considerado de "risco", pelo que devem ser tomadas medidas de prevenção por todos aqueles que se encontram no mar, nas infraestruturas portuárias e outras áreas ao longo da costa.

De acordo com a Marinha, a forte ondulação fecha esta terça-feira à navegação três barras do continente e condiciona outras cinco ao tamanho das embarcações.

As barras de Caminha, Vila Praia de Âncora e Esposende estão fechadas esta terça-feira a toda a navegação, enquanto as barras da Póvoa do Varzim, Vila do Conde, Aveiro, Fogueira da Foz e São Martinho do Porto estão condicionadas ao tamanho das embarcações.

Estão ainda condicionadas as barras das Lajes do Pico e da Madalena do Pico, na ilha açoriana do Pico.