Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Opus Dei escolhe Fernando Ocariz como líder

Peregrinos rezam junto do jazigo de Josemaria Escriva de Balaguer, fundador do Opus Dei, na Basílica de Santo Eugénio, em Roma

Franco Origlia / Getty Images

Os membros organização católica conservadora escolheram a continuidade, uma vez que Ocariz conheceu pessoalmente o fundador Josemaria Escrivá de Balaguer, por ter vivido na mesma residência do Opus Dei quando estudava teologia em Roma

O Opus Dei escolheu esta terça-feira Fernando Ocariz, de 72 anos, como quarto chefe na história da organização católica conservadora, nomeado oficialmente pelo Papa Francisco, anunciou em comunicado.

Fernando Ocariz era o "número dois" da organização desde 2014 e foi eleito na segunda-feira à noite, em Roma, durante um congresso eletivo do Opus Dei, no qual participaram 156 padres e leigos masculinos.

O novo prelado do Opus Dei nasceu em 1944, numa família espanhola numerosa, exilada em Paris devido à guerra civil em Espanha. Diplomado em ciências físicas na universidade de Barcelona, Ocariz prosseguiu os estudos na universidade pontifícia de Latrão, em Roma. Posteriormente, fez o doutoramento na universidade de Navarra em 1971, ano em que foi ordenado padre.

Ocariz é consultor da Congregação para a Doutrina da Fé, Congregação para o Clero e Conselho Pontifício para a Nova Evangelização, e ensina teologia na universidade pontifícia da Santa Cruz em Roma (gerida pelo Opus Dei), tendo publicado várias obras especializadas.

Os membros do Opus Dei escolheram a continuidade, uma vez que Fernando Ocariz conheceu pessoalmente o fundador desta organização Josemaria Escrivá de Balaguer, por ter vivido na mesma residência do Opus Dei quando estudava teologia em Roma.

Ocariz acompanhou nas duas últimas décadas o antecessor, Javier Echavarría, em numerosas viagens. Echevarría morreu a 12 de dezembro passado, em Roma, aos 84 anos.

Nascido em Madrid em 1932, Echevarría sucedeu em 1994 a Alvaro Del Portillo, que liderou a instituição depois do fundador da prelatura, Josemaria Escrivá.

Presente em vários países europeus, mas também na América Latina, o Opus Dei tem 92.600 membros, incluindo 2.083 padres. Mais de metade dos membros (57%) são mulheres.

Fundado em Espanha em 1928, por um jovem padre, Josemaria Escriva de Balaguer (1902-1975), o Opus Dei (Obra de Deus, em latim) foi constituído prelatura pessoal em novembro de 1982 pelo papa João Paulo II.

O atual porta-voz do Vaticano, Greg Burke, é membro do Opus Dei, bem como o seu antecessor, Joaquin Navarro-Valls.